Procurar
Close this search box.

Alá é o mesmo Deus que os cristáos adoram?

Tanto muçulmanos quanto cristãos acreditam que existe apenas um Deus. Contudo, suas crenças sobre esse Deus único são diferentes. Isto levanta a questão de saber se eles se referem ao mesmo Deus ou a deuses diferentes. Vamos descompactar esta questão para encontrar uma resposta.

A palavra ‘Alá’

  • ‘Alá’ não é um nome pessoal. É a palavra árabe para “o deus” e foi amplamente usada antes do nascimento de Maomé. Quando Maomé rejeitou a existência de múltiplos deuses, as pessoas começaram a usar a palavra “Alá” como uma espécie de nome pessoal para o único Deus do universo. Afinal, não existem outros.
  • De forma semelhante, a Bíblia usa a palavra hebraica ‘Elohim’, que também significa ‘deus’ ou ‘deuses’. Como os cristãos também acreditam que existe apenas um Deus verdadeiro, eles podem usar esta palavra sem outros nomes ou títulos. É claro a quem se referem quando usam a palavra ‘Deus’, uma vez que não existe outro. Assim, embora Deus tenha vários nomes pessoais na Bíblia, muitas vezes Ele é chamado apenas de ‘Elohim’ / ‘Deus’.
  • Os cristãos árabes às vezes usam a palavra “Alá” na tradução da Bíblia, uma vez que é a palavra para “deus” na sua língua. Então, eles usam a palavra ‘Allah’ para se referir a ‘Elohim’.

Para esclarecer um pouco isso, pense na palavra ‘lua’. Sabemos que existem outros planetas no universo que possuem suas próprias luas. Mas normalmente não falamos sobre “a lua desta terra” ou “nossa lua” em oposição a outras. Acabamos por dizer apenas ‘a lua’. Este substantivo funciona como um nome, já que para todos os efeitos práticos só existe uma lua à qual normalmente nos referimos.

Então, estarão os muçulmanos e os cristãos apenas a usar uma linguagem diferente, ao mesmo tempo que se referem ao mesmo Deus?

Quem é Deus? Duas respostas diferentes

Cristãos e muçulmanos concordam que existe um Deus que criou o universo, incluindo nós, humanos. Ambos acreditam que Deus é todo-poderoso e misericordioso. Ambos acreditam que Ele Se revela por meio de profetas e escrituras sagradas que servem de orientação para nós, humanos. No entanto, existem algumas diferenças cruciais no que diz respeito à natureza e ao caráter de Deus. A diferença mais importante é que os muçulmanos acreditam na unidade e singularidade absoluta de Alá, enquanto os cristãos acreditam que Deus é triúno (uma unidade composta existente em três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo). Os muçulmanos consideram blasfêmia dizer que Jesus é Deus. Para os cristãos, esta afirmação está no cerne da sua fé. Eles acreditam que Jesus é Deus, o Filho, parte da Trindade.

Nabeel Qureshi, um autor que foi criado em uma família muçulmana, mas se converteu ao cristianismo [1], escreve o seguinte. “A questão de saber se muçulmanos e cristãos adoram o mesmo Deus é complexa e há muito mais que poderia ser dito. Em última análise, quando entendemos a Trindade, percebemos que a doutrina não é apenas uma curiosidade teológica. Tem implicações de longo alcance sobre a forma como devemos viver e como vemos o mundo, e torna o Deus cristão categoricamente diferente do Deus muçulmano. É o que torna Deus relacional, o que torna o Seu amor eterno. É assim que Deus pode estar em nós através do Espírito Santo, enquanto está sobre nós como o Pai, e sofre por nós no Filho.” [2]

A Bíblia diz que Deus é relacional e que Ele deseja ter um relacionamento pessoal conosco, seres humanos. Ele nos ama e está interessado em nossas lutas pessoais. O Corão, entretanto, diz que Allah é santo demais para ter relacionamentos pessoais com o ser humano. Estas são algumas diferenças cruciais entre a visão muçulmana e cristã sobre Deus.

Conclusão

Tanto muçulmanos quanto cristãos acreditam que existe apenas um Deus. No entanto, a compreensão deles deste único Deus verdadeiro é muito diferente. Tanto é verdade que eles realmente não adoram o mesmo Deus. As visões muçulmana e cristã não podem ser combinadas nem podem coexistir. Apenas um deles pode ser verdade. Como cristã, estou convencido de que a Bíblia é a melhor fonte para descobrir quem realmente é Deus! Você já leu esse livro incrível? O que você acha disso?

[1]Você pode ler a história de vida de Qureshi em seu livro “Seeking Allah, finding Jesus” (“Buscando Alá, encontrando Jesus”).

[2]Nabeel A. Qureshi, “No God but One. Allah or Jesus?” (“Não há Deus, exceto Um. Alá ou Jesus?”). Zondervan: 2016. A citação foi retirada da questão 1, parte 2, capítulo 8, página 72.

Compartilhar postagem