O que a Bíblia diz sobre a maternidade?

maternidad

Ao pesquisar na Bíblia as palavras “mãe” ou “maternidade”, não encontramos diretrizes detalhadas sobre como ser uma boa mãe. Mas certamente existem algumas lições importantes e intemporais na Bíblia que toda mãe deve levar a sério.

A Bíblia valoriza a maternidade

Quando a Bíblia fala sobre ter filhos, isso é visto como uma bênção. Muitas histórias deixam claro que ficar grávida não é um acidente, mas uma bênção de Deus. Veja, por exemplo, as histórias sobre Sara (Gênesis 18: 9-14), Raquel (Gênesis 29:31; 30: 19-24) e Ana (1 Samuel 1: 1-20). As crianças são um presente de Deus! Isso também é expresso no Salmo 113: 5-9:

“Quem é como o Senhor nosso Deus, que habita nas alturas?
O qual se inclina, para ver o que está nos céus e na terra!
Levanta o pobre do pó e do monturo levanta o necessitado,
Para o fazer assentar com os príncipes, mesmo com os príncipes do seu povo.
Faz com que a mulher estéril habite em casa, e seja alegre mãe de filhos. Louvai ao Senhor.”

Para muitas pessoas ao redor do mundo, essa visão não é mais comumente aceita. Muitas mulheres consideram os filhos um obstáculo ao seu desenvolvimento pessoal ou profissional, ou não querem assumir a responsabilidade por uma família. Outros acham que é irresponsável ter filhos quando a Terra está superpovoada e atormentada por guerras e desastres naturais. Em muitos países, as taxas de natalidade estão caindo.

Claro, pode haver boas razões para um casal não ter filhos ou não ter mais filhos. Mas, em geral, a Bíblia considera as crianças “uma herança do Senhor … uma recompensa” (Salmo 127: 3).

A maternidade é uma vocação

Ser mãe traz muita responsabilidade. As crianças pequenas dependem dos pais para suas necessidades básicas e também para a maior parte de sua educação. As crianças precisam de amor, conforto e segurança, e a Bíblia dá como certo que as mães lhes oferecem isso sempre que podem. Deus até usa o cuidado maternal como uma imagem de Seu próprio cuidado por seu povo:

“Pode uma mãe esquecer o bebê em seu seio e não ter compaixão do filho que deu à luz? Mesmo que ela pudesse esquecer, Eu não vou esquecer você! “ (Isaías 49:15).

“Assim como uma mãe conforta seu filho, eu também te confortarei; e sereis consolados em Jerusalém ”(Isaías 66:13).

Ser mãe e cuidar de sua família não deve ser menosprezado pela sociedade. Este é um “trabalho” importante! Tito 2: 4-5 afirma que é o chamado das mulheres “amarem seus maridos e filhos, serem equilibradas, puras, trabalhadoras em casa, bondosas e submissas a seus próprios maridos, para que a palavra de Deus não seja injuriada ”. Em 1 Timóteo 5:10, criar filhos é listado como uma “boa obra”, tanto quanto mostrar hospitalidade ou cuidar dos aflitos.

Como mães, devemos ensinar nossos filhos

As crianças precisam ser treinadas e educadas. Em primeiro lugar, é uma responsabilidade dos pais. Os filhos são chamados a não abandonar os ensinamentos de sua mãe (Provérbios 6:20), e a mulher ideal é retratada como uma professora sábia e gentil (Provérbios 31:26).

A Bíblia enfoca especialmente a importância da educação religiosa. Quando Deus deu Suas leis e instruções ao povo de Israel, Moisés disse a eles:

“Estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração. Deves ensiná-las diligentemente aos teus filhos e falar delas quando te sentares em casa, quando andares pelo caminho, quando te deitares e quando te levantares ”(Deuteronômio 6: 6-7). Esta não é uma tarefa apenas para mães. Mas as mães podem ter o privilégio de passar muito tempo com os filhos e, assim, ter muitas ocasiões para ensiná-los na vida diária. Tanto o exemplo que damos como modelos, quanto as lições que lhes ensinamos, têm um impacto enorme em nossos filhos. É nosso chamado ensiná-los sobre Deus, sobre Sua vontade para suas vidas e sobre as maravilhas que Ele fez.

Compartilhar postagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email