O que a Bíblia diz sobre justiça social?

justicia

A Bíblia constantemente nos lembra do quanto Deus nos ama. Não apenas leva a compaixão e ternura de Deus aos israelitas, mas também a pessoas de todas as raças e lugares. Jesus atraiu os rejeitados e destituídos a Si e proclamou que Deus O havia enviado para libertar os oprimidos e trazer o favor de Deus onde não havia nada favorável (Lucas 4: 18-19). Ele nos ensinou a perdoar, a amar uns aos outros, a não retribuir na mesma moeda quando feridos pelos outros. A compaixão de Deus atrapalha a justiça social?

Não. Olhe atentamente e verá que Deus é justo e deseja misericórdia e justiça. Quando Deus criou Adão e Eva, eles foram feitos à Sua semelhança e eram como se fossem os próprios filhos de Deus. As coisas nunca mais foram as mesmas depois que o pecado entrou na humanidade. A desobediência de Adão e Eva, o assassinato de Caim, a rebelião dos israelitas – todos invocaram a punição de Deus e eles tiveram que enfrentar Seu julgamento como consequência de seus pecados.

Deus viu que os homens pecaram uns contra os outros e os conflitos surgiram por egoísmo, ciúme, orgulho e vingança. Ele instruiu por meio da Lei (mosaica) e dos mandamentos para servir a justiça e fazer o que é certo diante Dele.

Amós 5:24 diz “Corra, porém, o juízo como as águas, e a justiça como o ribeiro impetuoso. Zacarias 7: 9-10 “Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um para com seu irmão. E não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente cada um, em seu coração, o mal contra o seu irmão.”.

Deus exige que sejamos justos com os outros e tratemos a todos com dignidade e respeito, não apenas na igreja, mas em nossas casas, escolas, locais de trabalho e em nossa comunidade. Miquéias 6: 8 diz “que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?”.

O Antigo Testamento descreve a lei de Deus ordenando justiça a todas as pessoas na terra, não apenas aos israelitas, mas aos estrangeiros e oprimidos (Deuteronômio 15: 7-11). O rei Salomão era conhecido por sua sabedoria em resolver questões judiciais e fazia justiça a uma mãe e um bebê legítimos, conforme ilustrado em 1 Reis 3: 16-28.

Moisés, seguindo o conselho de Jetro, escolheu líderes dentro das tribos de Israel para resolver conflitos (Êxodo 18: 17-25). Todo o livro de Juízes descreve os vários juízes designados aos israelitas para resolver seus problemas e levá-los adiante como nação. Um rei era considerado justo se lutasse para trazer estabilidade a uma nação (Provérbios 29: 4) e seu trono era  estabelecido com segurança por meio da justiça.

Submissão ao Poderoso Juiz e às autoridades governamentais

Na verdade, Deus é como um juiz poderoso que terá misericórdia dos inocentes e punirá aqueles que se aproveitam dos outros.

Eclesiastes 3:17 – “Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra..”

Jeremias 22: 3 – “Assim diz o Senhor: Exercei o juízo e a justiça, e livrai o espoliado da mão do opressor; e não oprimais ao estrangeiro, nem ao órfão, nem à viúva; não façais violência, nem derrameis sangue inocente neste lugar.”

Salmos 82: 3 – “Fazei justiça ao pobre e ao órfão; justificai o aflito e o necessitado. “

Não defender o inocente é uma ofensa séria diante de Deus, assim como tratar os outros injustamente. Encontramos amigos, colegas ou membros em uma comunidade oprimidos pelos motivos errados? Precisamos dar um passo à frente para ajudá-los, orar por eles, obter a ajuda ou orientação certa para livrá-los de tais situações difíceis.

Às vezes, é necessário buscar a ajuda das autoridades para realizar o que chamamos justiça. A palavra de Deus nos lembra:

“Porque ela [autoridade governamental] é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal. Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.. ”- Romanos 13: 4-5.

Confiar em Deus quando a justiça não é fácil

Haverá tempos de aflição que parecerão intermináveis ​​e alguém poderá enfrentar humilhação ou a perseguição de outros ao levar uma vida cristã. A Escritura nos lembra “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.” – Romanos 12:19. Deus deseja que façamos aos outros o que queremos que façam por nós (Mateus 7:12). “Fazer justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício.” – Provérbios 21: 3.

A compaixão e a justiça de Deus andam de mãos dadas. Ele certamente estenderá a mão e ajudará aqueles que a Ele clamam. Bem-aventurados aqueles que observam a justiça, que praticam a justiça em todos os momentos! (Salmos 106: 3).

Como esse ensino da Bíblia fala com você? Por favor, compartilhe seus pensamentos abaixo!

Compartilhar postagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email