Home » Christian basics » Salvação » O que diz a Bíblia sobre perdão e confissão

O que diz a Bíblia sobre perdão e confissão

Quando alguém trata outra pessoa mal ou injustamente, isso prejudica seu relacionamento e leva o infrator a uma posição de dívida para com a parte prejudicada. Ele precisa compensar a mágoa ou perda que a outra pessoa sofreu – por exemplo, financeira ou emocionalmente. Perdoar o malfeitor significa desistir de qualquer reivindicação de compensação, deixar de lado quaisquer emoções negativas em relação a essa pessoa e restaurar o relacionamento sempre que possível.

Jesus dá um exemplo maravilhoso de perdão em uma história sobre um pai e um filho em Lucas 15:11-32. O filho feriu profundamente o pai ao reivindicar a parte da propriedade paterna que deveria receber no futuro, partindo para outro país e desperdiçando o dinheiro lá. O pai perdeu a esperança de ver seu filho novamente. Mas quando o filho acaba em apuros, percebe o que fez e volta para casa. O pai não o rejeita, mas o recebe com abraços, beijos e uma refeição festiva. Ele perdoa seu filho de todo o coração.

Estamos em dívida com Deus

A Bíblia diz que todo ser humano está em dívida com o Senhor Deus. Visto que Deus nos criou como pessoas boas e justas cujo propósito era glorificá-LO, Ele tem todo o direito de exigir nossa devoção perfeita. Mas desde que os primeiros humanos decidiram desobedecer ao seu Criador, eles se tornaram pecadores, assim como todos os seus descendentes. “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23). Todos nós somos afetados pelo pecado; negamos a Deus a honra que Lhe é devida e transgredimos continuamente o Seu mandamento de amar a Deus acima de tudo e as outras pessoas como a nós mesmos. Isso nos deixa culpados e prejudica nosso relacionamento com o Senhor Deus.

Deus quer nos perdoar

Uma vez que Deus é justo, Ele não vai simplesmente tolerar nossa ofensa e “esquecê-la”. A única maneira de restaurar o relacionamento entre o homem e Deus é remover completamente a dívida. Mas nenhum humano, nem mesmo o mais respeitado especialista religioso, é capaz de fazer isso. Não podemos “comprar” o perdão com dinheiro, sacrifícios ou qualquer outra coisa. A terra inteira já pertence a Deus; Ele não precisa de nada de nós.

Não podemos compensar nossos pecados levando uma vida mais justa. O profeta Isaías diz que mesmo nossas boas obras não são puras (Isaías 64:6). Estamos apenas piorando as coisas por estarmos continuamente aquém dos padrões de Deus. Isso é confirmado pelo apóstolo Paulo em Romanos 3:20, onde ele diz que nenhum ser humano será justificado pelas obras da lei. A lei apenas nos mostra quão pecadores realmente somos. A conclusão preocupante é que nós mesmos não podemos nos acertar com Deus.

O Senhor está ciente de nossa incapacidade de nos acertarmos com Ele. Mas Ele não quer que o homem pereça e, portanto, Ele mesmo oferece uma solução. Deus Filho estava pronto para tomar sobre Si o fardo do pecado e da culpa e pagar o resgate morrendo em nosso lugar. Ele derramou Seu sangue por muitos para o perdão dos pecados (Mateus 26:28). O sacrifício de Jesus foi a única solução possível e definitiva para o problema do pecado humano. “sem derramamento de sangue não há remissão”, diz Hebreus 9:22, e somente um sacrifício perfeito seria suficiente. Portanto, Deus Filho Se tornou homem para derramar Seu próprio sangue pelos pecadores.

Como podemos ser perdoados?

Jesus pagou por nossa culpa. A única coisa que precisamos fazer é confessar nosso pecado (ou em outras palavras: pedir desculpas, reconhecer que fizemos algo errado). Se fizermos isso, Deus quer nos perdoar e restaurar o relacionamento. Ele é como o pai na história de Lucas 15. Ele adora perdoar! A Bíblia diz que há alegria no céu por um pecador que se arrepende (Lucas 15:7).

E se eu pecar novamente?

Pedir e receber perdão não é um ato único. Enquanto vivermos nesta terra, continuaremos caindo em pecado. A Bíblia é muito realista sobre isso: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e a verdade não está em nós”. (1 João 1:8). Mas o versículo seguinte deixa claro que nosso pecado não precisa nos separar de Deus: “Se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. (1 João 1:9). Confessar nossos pecados nos dá liberdade. Se realmente nos arrependermos do nosso pecado, Deus nos perdoará.

Precisamos confessar todos os pecados para sermos perdoados?

Os versículos citados acima suscitam a pergunta: Se eu morrer antes de confessar um pecado em particular, Deus me perdoará? Ou estarei perdido por causa desses pecados não confessados? Não, você não precisa ter medo de perder sua salvação. Ninguém pode confessar todos os pecados que cometeu. Esquecemos facilmente muitos de nossos pecados. Só criamos uma barreira em nosso relacionamento com Deus quando deliberadamente nos abstemos de confessar pecados particulares, porque desfrutamos demais de nosso pecado e não queremos abandoná-lo. Isso prejudica nosso relacionamento com o Senhor.

Relacionamento com Deus

Deixe-me listar alguns versículos da Bíblia sobre a tremenda mudança em seu relacionamento com Deus que acontece quando você se torna um crente.

  • Deus adopta você como seu filho: “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus”, 1 João 3:1.
  • Você costumava ser escuridão, mas agora você é luz: “Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz”, Efésios 5:8.
  • Você costumava estar espiritualmente morto, mas Deus o fez vivo. “Deus… estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo”, Efésios 2:4-5.
  • Você se tornou um membro da igreja, que é o corpo de Cristo: “vós sois o corpo de Cristo”, 1 Coríntios 12:27.
  • Você recebeu o perdão de todos os seus pecados: “todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome”, Atos 10:43.
  • Somos possessão de Deus com uma posição especial: “vòs sois a geração eleita, o sacerdòcio real, a nação santa, o povo adquirido”, 1 Pedro 2:9.
  • Você tem uma posição eternamente segura como ovelha aos cuidados de Jesus: “dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão”, João 10:28.

Tudo isso muda quando pecamos como crentes? Não, continua sendo verdade. Muda quando não confessamos esse pecado antes de morrer? Não, continua sendo verdade. Todas essas são promessas incondicionais para os filhos de Deus e descrições de sua posição aos olhos de Deus.

Confesse seus pecados a Deus

Nossa posição como filhos de Deus não mudou. Mas a relação mudou. Uma criança pode fazer algo para deixar seus pais zangados ou tristes. Mas isso não significa que ele não é mais filho deles. No entanto, ele precisa confessar e melhorar sua vida para reparar seu relacionamento com seus pais. O mesmo vale para os filhos de Deus. O amor de Deus por você não mudou. Você não perdeu sua salvação por um pecado. Mas para estar perto de Deus novamente, para restaurar o relacionamento, você precisa confessar seu pecado e receber Seu perdão. Além disso, quando você está ciente de um certo pecado, por que você se abstém de confessá-lo a Deus? Leia o Salmo 32 para descobrir quantos obstáculos isso criou para Davi, o tempo todo que ele não confessou seu pecado com Bate-Seba. Somos chamados a confessar nossos pecados e romper com eles.

Se você é um crente e tem pecados não confessados ​​quando morrer, você não vai acabar no inferno, mas por que você deixaria esses pecados não confessados? Não espere para confessá-los! Confessar seus pecados e receber o perdão de Deus o ajudará a caminhar alegremente com o Senhor todos os dias de sua vida.

Compartilhar postagem