O que podemos aprender com a vida de Davi?

David aprender

Davi é mencionado frequentemente na Bíblia, principalmente no Antigo Testamento, mas também no Novo Testamento. Sua vida é descrita nos livros 1 e 2 Samuel, e o próprio Davi escreveu muitas canções que estão incluídas no livro de Salmos. Dadas todas essas informações sobre Davi, o que podemos aprender de sua vida e de seus escritos?

Contexto histórico

Davi viveu por volta do ano 1000 aC. Ele nasceu em Belém, uma pequena cidade de Israel (a cerca de 10 km de Jerusalém). Davi era um israelita da tribo de Judá. Ele cresceu sob o reinado do primeiro rei de Israel, Saul. Quando ele tinha 30 anos, ele próprio se tornou o segundo rei de Israel. Ele reinou 7 anos e meio sobre parte do país e depois outros 33 anos sobre todos os israelitas.

Davi tornou-se o arquétipo do rei de Israel e uma figura do Rei supremo, Jesus Cristo. Como já foi mencionado, ele escreveu muitos Salmos. São canções muito pessoais sobre sua vida espiritual, ou canções dirigidas diretamente a Deus. Lendo os Salmos, ficamos a conhecer Davi como uma pessoa que desejava servir, louvar e confiar em Deus.

A vida de Davi

A primeira vez que lemos sobre Davi na Bíblia, ele não parece ser uma pessoa impressionante: ele é o filho mais novo de Jessé, o belemita, e está cuidando das ovelhas. Quando o profeta Samuel visita a família de Jessé para sacrificar ao Senhor (e secretamente ungir um novo rei), Davi nem é chamado para se juntar! Aparentemente, ele realmente não contava.

Mas este menino pastor é eleito por Deus para se tornar o novo rei de Israel. Essa não é uma tarefa fácil, e leva anos até que Davi seja realmente coroado como rei. Seu antecessor Saul faz o que está ao seu alcance para impedir que seu “rival” assuma o trono. Mas apesar de todas as dificuldades que encontra, Davi continua confiando no Senhor e sente que Deus está com ele. Em meio a muitas provações, ele se torna um rei sábio e corajoso.

Durante seu reinado, Davi está frequentemente em guerra com os países vizinhos e amplia seu território. Como Deus comenta mais tarde: “E fui contigo, por onde quer que foste, e destruí a teus inimigos diante de ti; e fiz grande o teu nome, como o nome dos grandes que há na terra.” (2 Samuel 7:9).

Davi era um homem segundo o coração de Deus

Deus descreve Davi como “um homem segundo o meu coração” (1 Samuel 13:14, Atos 13:22). Isso não significa que ele era inocente. Basta ler 2 Samuel 11 para ver que Davi caiu muito: ele tomou a esposa de um de seus generais, Bate-Seba, porque ela era muito bonita. Quando Bate-Seba ficou grávida, Davi chamou seu marido Urias para casa do campo de batalha esperando que ele dormisse com ela. Isso “resolveria” o problema da gravidez de Bate-Seba. Mas Urias não voltou para casa, nem mesmo quando estava bêbado, então Davi o mandou de volta ao campo de batalha com uma carta ordenando sua morte. Após a morte de Urias, Davi se casou com Bate-Seba. A descrição de toda esta história termina com um comentário claro: “o que Davi fez desagradou ao Senhor” (2 Samuel 11:27).

Deus não deixou Davi se safar com isso. Ele o confrontou com seu pecado, e Davi se arrependeu. O Salmo 51 nos dá um vislumbre íntimo de suas emoções:

Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista,
[…] Livra-me da culpa de sangue, ó Deus,
Ó Deus da minha salvação,
e minha língua cantará em alta voz a tua justiça”.

Arrependimento e perdão

Acho que é isso que faz de Davi “um homem segundo o coração de Deus”: embora fosse um pecador, ele sempre se arrependia e voltava para Deus. Ele confiou no Senhor e tentou seguir Seus mandamentos. Isso é, por exemplo, expresso no Salmo 139:23-24:

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração;
prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau,
e guia-me pelo caminho eterno.

Davi recebeu o perdão e seu relacionamento com Deus foi restaurado. Mas ele teve que arcar com as consequências de seu pecado pelo resto de sua vida. “A espada nunca se apartará da tua casa, porque me desprezaste e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher” (2 Samuel 12:10).

O legado de Davi: Salmos e uma linhagem real

Já citei alguns Salmos, e Davi escreveu muitos outros. Alguns são muito pessoais, outros destinados ao culto público. Essas canções provaram ser muito preciosas para muitos crentes, desde os contemporâneos de Davi até os cristãos atuais em todo o mundo. Eles verbalizam emoções de medo, desespero e confusão, mas também de esperança, confiança e louvor. Embora a vida de Davi tenha sido diferente da nossa, é claro, sua vida com Deus é reconhecível e inspiradora para muitos.

Davi foi o segundo rei de Israel, e Deus lhe prometeu: “a tua casa e o teu reino serão confirmados para sempre diante de mim. O teu trono será estabelecido para sempre” (2 Samuel 7:16). A linhagem real de Davi realmente gerou muitos reis. Seus descendentes reinaram até que o povo de Israel foi finalmente enviado para o exílio. Mas isso não foi “para sempre”…

Jesus Cristo como o Filho de Davi

Isso nos leva ao derradeiro “Filho de Davi”. Como Deus havia prometido pelos profetas, o Messias seria da linhagem real de Davi. As pessoas tinham expectativas muito altas desse Messias: Ele restauraria a liberdade política de Israel e traria prosperidade geral. Ele restauraria seu relacionamento com Deus e conduziria o povo em retidão.

Quando este Filho de Davi finalmente veio, muitos não O reconheceram ou O aceitaram. Ele (ainda) não trouxe liberdade política e paz, mas restauração espiritual. Ele não veio (ainda) como um Rei triunfante que destruiu Seus inimigos, mas como um Servo sofredor que deu Sua vida para justificar as pessoas perante Deus.

Este Messias é Jesus Cristo. Ele veio para resgatar Seu povo do pecado e da morte, e voltará para reinar em justiça. “Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. E o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e reinará eternamente sobre a casa de Jacó, e o seu reino não terá fim” (Lucas 1:32-33).

Algumas lições para nós

  • A vida de Davi mostra que a origem social da pessoa não é importante aos olhos de Deus. Em vez disso, Deus olha para o coração (1 Samuel 16:7). “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Eu te tirei do pasto, de seguir as ovelhas, para que sejas príncipe sobre o meu povo Israel” (2 Samuel 7:8).
  • Deus cumpre Suas promessas, embora isso possa levar algum tempo e possa vir de maneiras inesperadas. Davi foi ungido rei, mas foi perseguido por anos por Saul antes de se tornar realmente rei de Israel. Davi confiou que Deus cumpriria a Sua promessa, e Ele cumpriu! A promessa de que a linhagem real de Davi reinaria para sempre parecia quebrada quando Israel foi exilado séculos depois e não tinha mais rei. Mas Jesus é o Filho supremo de Davi, e Ele de facto reinará para sempre!
  • Ser homem ou mulher segundo o coração de Deus não significa ser perfeito. Significa: arrepender-se de seus pecados e amar o Senhor com todo o seu coração. Ele está disposto a perdoá-lo! Você é uma pessoa assim? Se não, o que o impede de dedicar sua vida a Deus?

Compartilhar postagem