Biblword.net
Podemos confiar no que a Bíblia diz sobre Jesus?

Podemos confiar no que a Bíblia diz sobre Jesus?

Sim, a imagem de Jesus que nos é dada nas Sagradas Escrituras, é confiável. A Bíblia é inspirada pelo Espírito Santo: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, repreender, corrigir e treinar na justiça” (2 Timóteo 3:16). O Espírito Santo nunca inspiraria as pessoas a escreverem coisas que são falsas ou que não estão de acordo com o que realmente aconteceu. Jesus Se refere ao Espírito Santo como o ‘Espírito da verdade’ (João 16:13).

Relatos diferentes da vida e do ministério de Jesus

Existem quatro relatos diferentes da vida e do ministério de Jesus na Bíblia: os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João. Todas essas quatro versões são escritas de um ângulo ligeiramente diferente. Isso ocorre porque os autores eram pessoas com personalidades e interesses diferentes. Além disso, eles escreveram para diferentes públicos. Por exemplo, Mateus escreveu para judeus que aceitaram Jesus como seu Salvador, enquanto a audiência de Marcos eram cristãos de povos não judeus.

Todos os quatro evangelhos têm suas particularidades e, juntos, pintam um retrato de Jesus que nos ensina que Ele é o Salvador prometido por meio de Quem podemos nos reconciliar com Deus. No Evangelho de Mateus, encontramos muitos ensinamentos de Jesus, freqüentemente ampliando os textos do Antigo Testamento e explicando seu significado real. O Evangelho de Marcos é muito mais curto e contém mais relatos de milagres. Assim, Marcos mostra a autoridade de Jesus sobre demônios, doenças e morte; Ele realmente é o Filho de Deus. O Evangelho de Lucas foi escrito por Lucas, que era médico. Seu relato é o mais longo de todos os evangelhos. O ponto central de Lucas é que Jesus veio buscar e salvar os perdidos. O evangelho de João é o mais distinto quando comparado aos outros três. Enfatiza que Jesus foi Aquele que foi enviado ao mundo por Deus. Característica é a ênfase de João na vida eterna, que só é encontrada através da fé em Cristo.

Os relatos são confiáveis

Os relatos da vida de Jesus são dignos de confiança, porque foram escritos poucas décadas depois dos eventos. Eles foram escritos por pessoas que estavam perto de Jesus ou que foram informadas por pessoas que estavam perto de Jesus. Por exemplo, o Evangelho de João foi escrito pelo João, que era um dos 12 discípulos e até pertencia ao círculo interno de três discípulos que acompanhavam Jesus em ocasiões especiais. Lucas provavelmente não foi uma testemunha ocular direta do ministério de Jesus, mas afirma no início de seu evangelho que ele escreveu uma narrativa de acordo com o que lhe foi entregue pelas testemunhas oculares. É bem possível que um de seus informantes fosse Maria, mãe de Jesus, porque lemos sobre Maria “valorizando essas coisas em seu coração” (Lucas 2:51). Marcos também não era uma testemunha ocular direta, mas com toda a probabilidade informada por Pedro, que era um dos discípulos mais próximos de Jesus junto com o autor do evangelho de João. Curiosamente, o Evangelho de Marcos escreve muito honestamente sobre as fraquezas de Pedro (Marcos 8: 31-33, 9: 5,6; 14: 66-72). E o Evangelho de Mateus foi escrito por Mateus, um ex-cobrador de impostos que se tornou um dos doze discípulos.

O Espírito Santo inspirou os autores

Podemos concluir que o Espírito Santo inspirou os quatro autores a escrever relatos que se complementam e pintar uma imagem de Jesus que seja confiável. Além disso, podemos ter certeza de que todos os relatos são baseados em informações de pessoas que foram próximas a Jesus: Mateus foi um dos discípulos, Marcos recebeu suas informações de Pedro, que foi um dos três discípulos mais íntimos, Lucas foi informado por testemunhas oculares, com toda a probabilidade incluindo a mãe de Jesus, e João também era um dos discípulos mais íntimos.

Esther Visser

Esther Visser nasceu em Gouda, em 1972, como a oitava criança de uma família numerosa. Foi criada em Waddinxveen, na província Holandesa de Zuid-Holland. Depois de estudar psicologia em Utrecht, ela fez um mestrado de 2 anos no Tyndale Theological Seminary em Badhoevedorp, para se preparar para o trabalho missionário. Em 2000, seu marido Marten e ela foram enviados para a Tailândia como plantadores de igrejas, em cooperação com a OMF e a GZB. Eles viveram e trabalharam lá por 15 anos, juntamente com seus dois filhos, Elizabeth e Henrick. Atualmente, Esther é editora-chefe da De Waarheidsvriend (Amigo da Verdade), a revista da Convenção das Igrejas Reformadas. Ela também é ativa na vida da igreja, como professora de jovens e como artista.

Curso Bíblico Gratuito

Disponibilizamos agora um curso bíblico online 100% gratuito. Em apenas 15 lições poderá aprender mais sobre Jesus.

Registe-se agora grátis!